Trophy Wife x MusicBox

É já no pró­ximo sábado, 31 de Março, que os Trophy Wife  sobem ao palco do Musicbox, em Lisboa. Na estreia nos pal­cos de Lisboa, a banda de Oxford vai apre­sen­tar “Bruxism”, o seu mais recente tra­ba­lho. O con­certo tem iní­cio às 23h30. Os bilhe­tes cus­tam entre €10 e €12. A sono­ri­dade cati­vante que os pró­prios rotu­la­ram “disco de escri­tó­rio sem ambi­ções” tem sido uma exce­lente reve­la­ção que os tem levado a mui­tos palcos.

Contem nos por favor, todo o per­curso desde serem mais uma banda de Oxford para se tor­na­rem na de Oxford com con­certo agen­dado em Tokyo.

Alguns de nós divi­día­mos uma casa, e come­çá­mos a esgueirar-​​nos para um quarto no piso de cima para com­por música de bati­das for­tes e rit­mos dan­çá­veis por diver­são, enquanto bebi­a­mos vinho e fumá­va­mos. Depois apercebemo-​​nos que até gos­tá­va­mos do que iamos escre­vendo e con­ti­nuá­mos a fazê-​​lo mais e mais até que for­má­mos uma banda. Começou por ser um pro­jecto caseiro, por assim dizer. O que levou mais tempo foi des­co­brir como tocar as músi­cas ao vivo, dado que nunca tínha­mos usado apa­re­lhos elec­tró­ni­cos ante­ri­or­mente. O lan­ça­mento de “Microlite” teve uma acei­ta­ção muito boa e a par­tir daí ainda não pará­mos. Temos muita sorte; temos tido boas opor­tu­ni­da­des para via­jar atra­vés dos con­vi­tes para tocar­mos em Festivais e outros sítios. E com o último EP lan­çado no Japão, tive­mos a pos­si­bi­li­dade de tocar em Tóquio. Foi a expe­ri­ên­cia da nossa vida.

De onde sur­giu a ideia de desen­vol­ver uma cola­bo­ra­ção com Yannis Philipaks dos Foals? Transmite-​​nos um pouco do pro­cesso e parte dessa experiência.

Yannis é nosso con­ter­râ­neo, e a ideia de tra­ba­lhar com ele sur­giu assim que pen­sá­mos numa lista de cola­bo­ra­ções para o último EP. A can­ção “Wolf” sur­giu em dois dias entre brin­ca­dei­ras com o teclado e o sin­te­ti­za­dor ape­sar de ter­mos ido de mãos a aba­nar para o estú­dio. Foram dois dias muito inten­sos mas apren­de­mos muito com ele. Ajudou nos a abrir mui­tas por­tas de forma a trans­mi­tir mos mais inten­si­dade e emo­ções numa canção.

A linda e doce e fan­tás­tica Joanna Newson  criou The Book of Right-​​On, uma música que é hoje o vosso pri­meiro e único cover. Como foi para vocês rede­se­nha­rem os con­tor­nos dessa musica?

Foi uma das pri­mei­ras coi­sas que fize­mos e ser­viu de cata­li­za­dor para mui­tas outras musi­cas. Nós sem­pre ado­rá­mos a ver­são ori­gi­nal, por isso, pegá­mos na melo­dia prin­ci­pal e jun­tá­mos tons gra­ves e um ritmo monó­tono dan­çá­vel. Ainda a che­gá­mos a tocar ao vivo mas eram duas notas em sete minu­tos, o que aca­bou por se tor­nar ente​di​ante​.No futuro, gos­tá­va­mos de fazer mais covers, tal­vez a pró­xima seja uma musica dos The Cure.

Contem nos tudo sobre Abbey Road! Como foi a expe­ri­ên­cia de gra­var ao vivo no emble­má­tico Abbey Road e a sua famosa acústica?

Foi mara­vi­lhoso entrar naquele grande átrio e con­tem­plar todos os fan­tas­mas que vagueiam naquele lugar. O espaço é enorme e a acús­tica fez com que a nossa bate­ria soasse ao “Dark Side Of The Moon”.É como estar num Museu, mas con­se­gues sen­tir real­mente a impor­tân­cia histórica.

Quais são as vos­sas expec­ta­ti­vas para dia 31 de Marco para o con­certo no MusicBox?

Nós já tinha­mos estado em Lisboa (não com os Trophy Wife) e já há algum tempo que que­ri­a­mos cá vol­tar. Já lá vai algum tempo desde que tocá­mos pela Europa e só cá vamos ficar uma noite, por isso, vamos apro­vei­tar o mais pos­sí­vel e ter uma noite em cheio. E adi­an­ta­mos que vamos tocar algu­mas musi­cas pela pri­meira vez.

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Últimas Notícias