bandpic2

BADBADNOTGOOD

A banda canadiana é uma das boas surpresas  deste início de trimestre, propondo um álbum mais maduro que o primeiro,  indo atrás da corrente de dubstep que parece estar aí para ficar depois do grande sucesso de James Blake. Tal como o música britânico, os BADBADNOTGOOD que tinham como sucesso uma reinterpretaçãoTransmissions do Joy Division, voltam em BBNG, a  enveredar por algumas versões de clássicos instrumentais. Só que desta vez com um som mais amadurecido onde juntam temas seus que encontram referencias em Herbie Hancock e Charles Mingus. Ou seja,  um som mais maduro, ainda assim, enérgico e jovial .

O tom jazz de todo o álbum acaba por smisturae-se na perfeição com todos os outros géneros,como se pode verificar em Vices, composição que integra de maneira leve e graciosa um ritmo rock . O mesma  para o longo Flashing Lights – original do álbum Graduation (2007) de Kanye West, que tem oito minutos de duração indo buscar referencias ao pós-rock de meados de 90, o que nos faz parecer um digno sucessor de Mogwai.

 

Francisco Vaz Fernandes
No Comments

Post a Comment