Laura Oldfield Ford

Laura Old Field Ford é uma artista con­cei­tu­ada inglesa que expõem na gale­ria Malbourouh a mesma que expos Bacon lucien Freud ou Paula Rego. O seu tra­ba­lho baseia-​​se no cri­a­ção de um dese­nho muito pró­ximo da banda dese­nhada ame­ri­cana (os comics)dentro de um con­texto anos 90 que pro­cu­rou inte­grar algu­mas artes mar­gi­nais no cen­tro da arte con­tem­po­râ­nea. É um traço que serve de registo rápido que pro­cura ins­tan­tâ­neos da vida que pas­sam por pai­sa­gens arqui­tec­tó­ni­cas em geral em estado de ruína ou cenas rela­ci­o­na­das a hábi­tos de con­su­mismo. O seu dese­nho é em mui­tos casos acom­pa­nhado de tex­tos ou pala­vras de ordem tal como pode­mos encon­trar na BD, só que aqui com um carác­ter corrosivo.

A artista que podía­mos dizer que entra­ria na sua matu­ri­dade, vol­tou ser refe­rida com mais frequên­cia nos media por se ins­ta­lar no meio de uma polé­mica. Tudo se agu­di­zou quando lan­çou há cerca de um ano um fan­zine - Savage Messiah-​​baseado nos seus tex­tos e dese­nhos den­tro de um estilo muito punk que são um comen­tá­rio pro­fundo as alte­ra­ções East London,  bairro lon­drino onde vive há mais de duas déca­das, que esteve durante anos aban­do­nado e esque­cido e por essa razão menos sujeito a espe­cu­la­ção imobiliári.

 

A parte do fan­zine criou um blog com o mesmo nome que se man­tém activo onde publica dese­nhos e foto­gra­fias sobre o bairro acom­pa­nha­dos de lon­gos tex­tos que dão conta do impacto da cidade olím­pica que se ins­tala nas ime­di­a­ções. de repente o blog e o seu trba­lho tornou-​​se uma refe­ren­cia den­tro Londres espe­ci­al­mente de todos aque­les que se encon­tram des­con­ten­tes com as alte­ra­ções que não os icluem, dando azo a comen­tá­rios muito reac­ci­o­ná­rios. Alguns crí­ti­cos já vie­ram ao ter­reiro anun­ciar que o tra­ba­lho nos­tal­gico de Laura Oldfiel Ford acaba por dar uma visão de uma Londres, worker-​​class, branca e  hete­ro­se­xual, com os mes­mos valo­res em que se baseia a cul­tura Skin Head. Consideram que a artista não deixa de ser uma visão par­cial de Londres uma cidade que se carac­te­riza pela mudança e plu­ra­li­dade. A polé­mica está ins­ta­lada, pelas boas e más razões.

Imagens do fan­zine Savage Messiah

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Últimas Notícias