tumblr_m2l7z6qoQn1r9ykrko1_500

Sigur Rós x Valtari

Com apenas 54 minutos este é o disco mais curto dos Sigur Ros, que abandona a parte vocal  para quase se tornar num longo instrumental sem grandes nuances e harmonias magistrais. Tudo é muito contido todos os instrumentos participam um bloco único de som. Por tudo isso, Valtari talvez seja o mais introspectivo e o registo mais difícil realizado pelo grupo.

Se nos trabalhos anteriores o grupo estava interessado na realização de um som totalmente bucólico como se fosse uma banda sonora para um mundo élfico rodeado por seres fantásticos, em Valtari o que predomina é um som acizentado, algo mais urbano. Mesmo a melancolia, elemento que sempre esteve presente nas canções da banda, aparece agora envolta de uma dose extra de amargura como se toda a esperança fosse o grande ausente das novas faixas da banda. O disco parece procurar novos caminhos para a banda , como se o quarteto tivesse resolvido abandonar as florestas verdes que tantos anos serviram de abrigo. Acompanhar ou não o grupo este novo trajecto é uma decisão que cabe a cada um,  mas com toda a certeza nunca será decepcionante.

Francisco Vaz Fernandes
No Comments

Post a Comment