Alexandra Moura (entrevista)

Alexandra Moura abriu no dia 24 de Abril o seu pri­meiro espaço comer­cial que pode ser visi­tada de segunda a sábado das 11h às 20h. Situado no Príncipe Real, foi um pro­jecto muito pen­sado e com um longo per­curso que acom­pa­nha­mos de perto e sobre o qual falá­mos com a sua mentora.

 É uma loja dis­far­çada de ate­lier, ou ate­lier dis­far­çado de loja?

É acima de tudo um espaço com dupla fun­ci­o­na­li­dade, onde co-​​habitam loja e ate­lier. O Espaço Alexandra Moura Mais alia a loja pro­pri­a­mente dita onde dis­po­ni­bi­li­za­mos todos os items das colec­ções Alexandra Moura. O ate­lier, é onde rea­lizo um aten­di­mento mais per­so­na­li­zado ao cliente.

 

 Qual foi o con­ceito a trás da loja?

Uma loja orgâ­nica onde o cir­culo é a chave, no seu per­curso, atra­vés de cor­re­do­res estrei­tos que pro­por­ci­o­nam um momento inti­mista do público com as peças expos­tas. Um momento de inti­mi­dade onde se pode tocar, sen­tir, ver, reflec­tir e até rela­xar. A dado momento na loja, um espaço exte­rior pre­sen­teia quem passa por lá, de cor alfa­zema abra­çado por uma Buganvília de flo­res Magenta. Um espaço de intros­pec­ção, sere­ni­dade, pra­zer, des­canso ou até mesmo o momento certo para escre­ver um pos­tal ou man­dar um email.

 

Tens outros desig­ner a ven­der na loja porquê?

Escolhemos vários cri­a­do­res por­tu­gue­ses de dife­ren­tes áreas que a meu ver se fun­dem com o nosso uni­verso, desde a música, joa­lha­ria e outros objec­tos. E que no fundo são eles o “mais” da loja.

 

Quem são?

AForest Design, Buraka Som Sistema — Enchufada, Boca — Audio Livros, Brígida Ribeiros, Cátia Pessoa, Carolina Curado, Daniela. (ponto final), Flor Caveira, Foge Foge Bandido, Gonçalo Campos, Hugo Silva, João Saldanha, La Masion de Lola, Mamazoo, Margarida Gorgulho, Materia Cork by Amorim, MPFX Design, Round Square, Sara Malta, Studio Verissimo, Tema Home, Viarco, Vicara, White Tent.

 

 O que mudou no teu tra­ba­lho este novo espaço?

Mudou a calma de um ate­lier num pri­meiro andar, para uma maior agi­ta­ção num espaço onde co-​​habitam loja e o atelier!

 

Mas sen­tes uma rela­ção mais pró­xima com o público?

Sem dúvida!

 

 

 

Texto. Margarida Brito Paes

foto­gra­fia Maria Meyer

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Últimas Notícias