Valter Lobo x Inverno

O inverno teima em não nos dei­xar, mesmo quando o mer­cú­rio dis­para lá fora. E a culpa é de Valter Lobo que, com o seu EP de estreia Inverno, nos traz algu­mas das can­ções mais boni­tas da última esta­ção. Uma beleza tão hip­nó­tica e devas­ta­dora que nos atinge sem aviso como um murro seco no estômago.

O artista natu­ral do Porto não tem ainda 30 anos mas car­rega em si todas as amar­gu­ras do mundo. O disco assenta numa fór­mula sim­ples de gui­tarra con­fes­si­o­nal e uma voz des­pida que põe tudo de si em cada pala­vra. Palavras que cons­troem his­tó­rias sobre o desen­canto com a soci­e­dade e com o ser humano. Um sen­ti­mento de eterna desi­lu­são, de alguém que pensa que con­se­guirá mudar o mundo. Do cami­nho penoso e arris­cado na busca da auten­ti­ci­dade e rea­li­za­ção. O inverno, esse, está sem­pre lá, cobrindo cada can­ção com o seu manto azul e impla­cá­vel, relem­brando com pin­gos gros­sos de chuva que o cora­ção bate mais deva­gar quando está ferido.

Texto: Pedro Lima

 

www​.val​ter​-lobo​.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Últimas Notícias