valter lobo

Valter Lobo x Inverno

O inverno teima em não nos deixar, mesmo quando o mercúrio dispara lá fora. E a culpa é de Valter Lobo que, com o seu EP de estreia Inverno, nos traz algumas das canções mais bonitas da última estação. Uma beleza tão hipnótica e devastadora que nos atinge sem aviso como um murro seco no estômago.

O artista natural do Porto não tem ainda 30 anos mas carrega em si todas as amarguras do mundo. O disco assenta numa fórmula simples de guitarra confessional e uma voz despida que põe tudo de si em cada palavra. Palavras que constroem histórias sobre o desencanto com a sociedade e com o ser humano. Um sentimento de eterna desilusão, de alguém que pensa que conseguirá mudar o mundo. Do caminho penoso e arriscado na busca da autenticidade e realização. O inverno, esse, está sempre lá, cobrindo cada canção com o seu manto azul e implacável, relembrando com pingos grossos de chuva que o coração bate mais devagar quando está ferido.

Texto: Pedro Lima

 

www.valter-lobo.com

Francisco Vaz Fernandes
No Comments

Post a Comment