Nicolas Jaar nas noites Green Ray no Lux

Após Caribou, Carl Craig e Erol Alkan, o Lux dá agora carta branca a Nicolas Jaar para mais uma noite Green Ray que resul­tam de uma par­ce­ria entre a Heineken e o Lux.

No espaço de um ano, Nicolas Jaar pas­sou de puto pro­dí­gio admi­rado por mui­tos, para se tor­nar num dos mais con­sis­ten­tes talen­tos que emer­gi­ram em 2011. Considerado um dos «Top 20 Live Acts of 2011», Nicolas Jaar toca bem boas músi­cas, trans­for­mando a sala num espaço onde a dinâ­mica impera, o carisma existe e as tira­nias rít­mi­cas caem.

Nicolas Jaar faz-​​nos acre­di­tar que ainda há quem se dete­nha no deta­lhe, no som, no silên­cio e na ten­ta­tiva de mate­ri­a­li­za­ção de uma música que existe, pri­meiro que tudo, na sua cabeça. Os vários temas que foi edi­tando, a edi­tora que lan­çou e dirige e o seu pri­meiro disco («Space Is Only Noise»), tudo bate certo de uma maneira muito pouco habi­tual. Não é só bom, bonito e bem feito. É raro, por­que é algo com que só nos cru­za­mos pou­cas vezes. Por isso está­va­mos ansi­o­sos por tê-​​lo de volta. Desta vez bem acom­pa­nhado. As suas esco­lhas vão fazer desta uma noite abso­lu­ta­mente rara e rica em reve­la­ções da melhor música que existe no nosso tempo.


 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Últimas Notícias