David Jimenez x Cymbeline

De pas­sa­gem por Lisboa, entre­vis­ta­mos David Jimenez o músico que está por detrás do pro­jecto lon­drino Cymbeline, que tem  pre­visto para o iní­cio de Fevereiro o seu pri­meiro álbum, Stories I Never Told You .  Lisboa, é uma cidade que gosta de visi­tar com regu­la­ri­dade por­que é umas das suas fon­tes de ins­pi­ra­ção e por­que lhe traz grande tran­qui­li­dade. Eternity é o sin­gle que já se pode ouvir, apon­tado como um grande sucesso na área do Folk-​​Pop.

Lançaste o teu pri­meiro sin­gle  recen­te­mente. Quais as são as tuas expec­ta­ti­vas no momento?

Foi um pro­cesso longo e cons­tru­tivo. Começou tudo com uma letra que tinha escrito há sete anos e que ficou escon­dida por falta de con­fi­ança  para a mos­trar. Quando há 3 anos resolvi come­çar a criar a minha pró­pria musica por­que até então ape­nas escre­via letras para outras ban­das onde tocava baixo ou gui­tarra, pas­sei a assumir-​​me como song­wri­ter e tudo pas­sou a fazer sen­tido e a ser mais exposto. No ano pas­sado assi­nei o meu pri­meiro con­trato com uma com­pa­nhia dis­co­grá­fica  e come­ça­mos a tra­ba­lhar em Eternity o meu pri­meiro single.

Vendo em retros­pec­tiva, Eternity parece-​​me uma can­ção muito pes­soal que evoca mui­tos sen­ti­men­tos, pes­soas e  situ­a­ções que vivi que foram muito difí­ceis num deter­mi­nado momento. Se calhar por isso  o tema ficou guar­dado numa gaveta tanto tempo. Alan (Alan Emptage http://​www​.one​lou​ders​tu​dios​.co​.uk) cap­tou rapi­da­mente a ideia sub­ja­cente e o desen­vol­vi­mento desta música aca­bou por ser bas­tante rápido. Para mim enquanto song­writ­ter, Eternity é um tema muito pes­soal e sinto-​​me pri­vi­le­gi­ado que um edi­tora dis­co­grá­fica tenha acre­di­tado em mim. O tema está a cor­rer bem em ter­mos de divul­ga­ção e tenho espe­rança que o  álbum que vai sair em Fevereiro seja  bem recebido

Há quan­tos  anos tinhas este  pro­jecto em mente e quais as pró­xi­mas  fases para a sua concretização?

Comecei escre­ver poe­sia quando tinha cerca de 16 anos. Gostava muito Walt Whitman, Neruda,  Llorca e  num certo momento o meu inte­resse pela música e pela poe­sia che­ga­ram a um ponto comum. A minha pri­meira banda, Nadir era já resul­tado do encon­tro des­tes dois inte­res­ses. No entanto, os poe­mas mais pes­so­ais fica­ram guar­da­dos na gaveta e só há três anos quando come­cei a com­por música e desen­vol­vendo um pro­jecto pes­soal senti à von­tade sufi­ci­ente para tra­ba­lhar letras que não con­se­guia mos­trar ante­ri­or­mente. Na ver­dade,  agora sinto-​​me mais forte e con­fi­ante para desen­vol­ver um pro­jecto pes­soal base­ado no que eu penso e quero da música.

No momento, a edi­tora estão a pro­du­zir o segundo sin­gle do futuro álbum, que se chama If There Is a god . Já esta­mos a tra­ba­lhar no vídeo do tema que vai ser diri­gido por Ella Mango, tam­bém rea­li­za­dora  do meu vídeo ante­rior.  Gosto muito de tra­ba­lhar com esta cine­asta e sinto que é um pri­vi­lé­gio tra­ba­lhar com uma artista tão cri­a­tiva. No dia 3 de Dezembro vamos fazer uma apre­sen­ta­ção do segundo sin­gle num con­certo muito intimo num local secreto (risos). O meu pri­meiro álbum sai no ini­cio do Fevereiro mas no entre­tanto vão exis­tir mui­tas surpresas.

Em geral como carac­te­ri­zas a tua música?

A minha música, tal como a música que eu gosto baseia-​​se em pes­soas. Considero a musica uma arte e como song­wri­ter penso que a musica depende do estado emo­ci­o­nal  das expe­ri­ên­cias e do qua­dro social e cul­tu­ral que esta­mos a viver. Se eu tenho que falar da minha  arte diria que é poe­sia trans­for­mada em música que fala de emo­ções, de per­das, de encon­tros, de  erros e de como apren­der a amar outra vez.  Penso que é muito impor­tante esta­be­le­cer  uma cone­xão cola­bo­ra­tiva com a tua banda e com as pes­soas que estão na pro­du­ção. Porque se calhar mui­tos song­wri­ters ficam  encer­ra­dos em si mesmo o que pode ser muito contra-​​produtivo. A cri­tica dos outros é muito impor­tante para o desen­vol­vi­mento das minhas pró­prias ideias e de facto tenho uma equipa que tem sido impor­tante para o desen­vol­vi­mento deste álbum. Para mim é muito claro que a musica é uma arte e gos­ta­ria que a minha música fosse assim entendida.

Como sur­giu , Stories I never told youpara título do teu álbum?

Como já tinha dito desde que come­cei a escre­ver letras mui­tos dos temas que abor­dava eram tão pes­so­ais que não podia mos­trar, ou não tinha cora­gem de os expor. Agora tenho mais à-​​vontade para reve­lar o nunca tinha con­tado. Há cerca de 3 anos uma pes­soa muito impor­tante na minha vida, o meu avó, desa­pa­re­ceu da minha vida. A vida de repente transformou-​​se numa coisa insu­por­tá­vel e ele sim­ples­mente deci­diu par­tir. Ainda me doí muito essa deci­são e ainda ques­ti­ono sobre tudo o que pas­sa­ria pela sua cabeça, tudo aquilo que nunca che­gou a falar comigo. Se calhar, eu e o meu avó somos muito pare­ci­dos e sem­pre temos as nos­sas his­tó­rias guar­da­das. Se calhar Stories I Never Told You é uma com­bi­na­ção de his­tó­rias que tinha guar­dado em mim a que somei a dor e a tris­teza de uma pes­soa que que­ria tanto. O meu pri­meiro álbum fala des­sas pes­soas que ficam neste estado impo­tente e que não encon­tram outra saída que a morte, sem per­ce­ber que há uma espe­rança. Não acho que seja um álbum triste mas é um álbum que fala des­sas coi­sas e como pes­soas deve­ría­mos per­der o medo de con­fron­tar cer­tas situ­a­ções e ter cora­gem de ser­mos posi­ti­vos e abra­çar o que a vida tem para ofe­re­cer, sem medo do que se sucede.

Cymbeline no ITunes e ama­zon http://​www​.ama​zon​.co​.uk/​g​p​/​a​w​/​d​/​B​0​0​9​2​B​B​51Q

Ella Mango www​.man​go​chow​.co​.uk
Maria Martin-​​caro ( sty­list) www​.mari​a​mar​tin​caro​.webs​tarts​.com
Ligia costa ( maqui­lha­gem e cabe­los ) www​.gigi​ma​keu​par​tist​.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Últimas Notícias