Árvores no interior de uma casa no japão

No jar­dim tra­seiro de uma resi­dên­cia com 35 anos, uma famí­lia japo­nesa deci­diu man­dar cons­truir uma outra casa des­ti­nada a  filha e ao genro. Pediram ao ate­lier de arqui­tec­tura Hironaka Ogawa para desen­vol­ver o pro­jecto que tinha como prin­ci­pal obs­tá­culo duas gran­des árvo­res que foram plan­ta­das na ori­gem do jar­dim com as quais toda a famí­lia desen­vol­veu grande estima. Por essa razão man­ter as arvo­res era uma das per­mis­sas deste projecto

Os arqui­tec­tos deci­di­ram assim assu­mir a inter­fe­ren­cia da arvore e usaram-​​nas como ele­men­tos estru­tu­rais do pro­jecto ser­vindo como colu­nas para sus­ten­tar parte do tecto do  bloco onde se encon­tra a sala e cozi­nha. SEndo uma casa que recorre a mer­to­dos de con­tru­ção japon­sesa em que toda a estru­rua é de madeira encai­xada, evi­den­te­mente  não dei­xa­mos de  nos sen­tir  den­tro de uma des­sas tipi­cas casas de cri­an­ças cons­truí­das no inte­rior de uma copa de árvore.

Segundo os arqui­tec­tos, para que pudes­sem man­ter as duas arvo­res no inte­rior do espaço ezi­guo que tinham para cons­tru­ção foi neces­sá­rio cor­tar as árvo­res, seca-​​las e recoloca-​​las no pre­cisa posi­ção onde se encon­tra­vam ante­ri­or­mente. A par­tir daí sur­gi­ram todas as outras pare­des à volta. Para que a rela­ção com o jar­dim se man­ti­vesse foram cons­truí­das gran­des jane­las onde a rela­ção de pro­por­ções que as arvo­res tinham em rela­çao ao jar­dim se mantiveram

http://​www​.ogaa​.jp/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Últimas Notícias