nadir-afonso-foundation-museum-architecture-concrete-alvara-siza-vieira-chaves-portugal_dezeen_sq-852x852

quatro edifícios portugueses ao prémio Mies van der Rohe 2017

Portugal é, a par com França e o Reino Unido, o país com mais projetos finalistas ao prestigiado prémio Mies van der Rohe 2017 que distingue projetos de arquitetura concluídos no ano anterior. Entre os 40 projetos finalistas ao prémio, os realizados em solo nacional são, o MAAT em Belém concebido pela britânica Amanda Levete; O projeto do atelier Aires Mateus para a sede da EDP, bem perto, na Av. 24 de Julho; O Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso, em Chaves, projeto de Álvaro Siza Vieira. Por fim uma moradia em Oeiras desenhada por Pedro Domingos.

Brevemente serão anunciados os 5 finalistas e por volta de Maio dá-se a conhecer o vencedor absoluto que recebe um prémio, no valor de 60 mil euros, instituído em 1987 pela Comissão Europeia e pela Fundação Mies van der Rohe, com sede em Barcelona. O prémio Mies Van der Rohe é considerado um dos galardões de maior prestígio na área da arquitetura.

Maat de Amanda Levete

MAAT

Sede da EDP o Atelier Aires Mateus

853775

2794.2-01-06-0003-005

Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso de Álvaro Siza Vieira

museu de arte contemporanea nadir afonso

nadir-afonso-foundation-museum-architecture-concrete-alvara-siza-vieira-chaves-portugal_dezeen_sq-852x852

Casa em Oeiras de Pedro Domingues

casa em Oeira de Pedro Domingos

COF32

Francisco Vaz Fernandes
No Comments

Post a Comment