Tag Archives: Diesel

Manifesto #DieselHigh

A cam­pa­nha #DieselHigh é visu­al­mente cati­vante pois surge como um con­traste a cam­pa­nhas de moda pre­mium; ale­gre e fun. A ener­gia posi­tiva da cam­pa­nha Primavera/​Verão 2015 da Diesel, com dire­ção artís­tica do ita­li­ano Nicola Formichetti, foi foto­gra­fada por Nick Knight. 

Ler mais ...

Diesel Primavera/​Verão 2015 Homem/​Mulher

 A nova cole­ção homem e mulher de Primavera/​Verão da Diesel tem como pano de fundo o espí­rito ska­ter de Venice Beach e o blues da gaso­li­neira. O dire­tor artís­tico Nicola Formichetti inspirou-​​se na “liber­dade de uma road­trip cali­for­ni­ana” e diz que esta cole­ção “é uma abor­da­gem des­por­tiva a tan­tos íco­nes da Diesel des­gas­ta­dos pelo sol quente do deserto”.

Ler mais ...

Pré-​​coleção Outono/​Inverno Diesel Black Gold

A pre-​​coleção Outono/​Inverno 2015 da Diesel Black Gold é ins­pi­rada pela sub­cul­tura bri­tâ­nica de mods e roc­kers. Uma mis­tura sub­ver­siva de códi­gos mas­cu­li­nos deter­mina as silhu­e­tas e mate­ri­ais utilizados.

Ler mais ...

Sequin — entrevista para a PARQ

Reconhecemos a voz de Ana Miró, aka Sequin, de temas como “Uadjit” ou “Tuareg”, ao lado do pro­du­tor por­tu­guês Jibóia. Agora a solo, Sequin estreou-​​se com o sin­gle “Beijing”, pri­meiro avanço do pro­jecto em nome pes­soal que des­brava os ter­re­nos da electro-​​pop. Os arran­jos noc­tur­nos da can­ção transportam-​​nos numa via­gem de dia­lec­tos asiá­ti­cos, synths club den­sos e opa­cos, como um céu car­re­gado de nuvens por onde irrompe a voz cris­ta­lina e lumi­nosa de Sequin, acres­cen­tando à pro­du­ção de Luis Lucena (SAUR, Lydia’s Sleep) uma dose extra de exo­tismo e sen­si­bi­li­dade. Parece que anda a tra­ba­lhar com o Moullinex, o que ali­ado à sua voz de veludo, pode catapultá-​​la para o pata­mar de can­tau­tora que a senhora merece. O disco de estreia, apon­tado para este ano, já tem nome Origami Boy, mas entre o pri­meiro sin­gle e a ver­são ultra-​​sexy de “Let’s Get Physical” de Olivia Newton-​​John, já per­ce­be­mos que será coisa boa. Para fãs da doçura cân­dida das Au Revoir Simone e da Disco pre­gui­çosa de Nite Jewel, Sequin é defi­ni­ti­va­mente um nome a man­ter no radar.

 

Que super-​​poder gos­ta­vas de ter?
Gostava de poder voar. Assim podia via­jar facil­mente e estar rapi­da­mente em qual­quer lado sem depen­der de nada nem de nin­guém. Seria uma forma de liberdade.

Qual foi a expe­ri­ên­cia mais emba­ra­çosa da tua vida?
Talvez a vez em que apos­tei a minha saia num jogo de Ping Pong e perdi.

O último filme com que cho­raste?
“A Minha Vida Sem Mim de Isabel Coixet.

Qual é a música que mais te enver­go­nhas de gos­tar?
Work it — Iggy Azalea.

Que músico gos­ta­vas de bei­jar?
Alex Turner.

Sequin foto­gra­fada por Mariana Yakobson e ves­tida por Tiago Ferreira: Camisa e cal­ças, G-​​Star, blu­são Diesel, ténis Adidas Originals

 

Diesel FW 2014 by Nicola Formichetti em Veneza

Desde que Nicola Formichetti ocupa a direc­ção artís­tica da Diesel , já tinha lan­çado peque­nas colec­ções cap­su­las e par­ti­ci­pado em cam­pa­nhas publi­ci­tá­rias, dando sinais de tudo o que pode­ria mudar na Diesel. Agora em Veneza pôde-​​se ver a sua pri­meira colec­ção enquanto estra­tega, defi­nida como o re-​​olhar das peças icó­ni­cas, dos temas e do espí­rito da Diesel que sem­pre nor­teou a marca com o objec­tivo de che­gar a sua essência.

O des­file e a cole­ção foram cons­truí­dos com base em três íco­nes intem­po­rais da Diesel: o cabe­dal Rock and Roll, o Denim e a ins­pi­ra­ção Militar. Estes três pila­res são intrín­se­cos na Diesel e atu­al­mente fazem parte das suas fun­da­ções. Também estru­tu­ra­ram os pro­ce­di­men­tos do evento, movendo da mul­ti­pli­ci­dade do looks em cabe­dal preto e ver­me­lho na pri­meira sec­ção, às ino­va­ções e expe­ri­ên­cias em denim na segunda parte, à jun­ção dos esti­los mili­ta­res e street style na ter­ceira sec­ção. Cada uma engloba uma visão do pas­sado e uma estrada para o futuro da Diesel. Capturando o espí­rito jovem da marca e o seu dis­tinto estilo “Ítalo-​​Americano’, a vida noturna dos anos 90 e a lin­gua­gem glo­bal do “estilo alter­na­tivo” são explo­ra­dos no des­file, ambos ins­pi­ra­dos por e ins­pi­ra­do­res para a Diesel.

Cada sec­ção é inter­ca­lada por um filme de um cola­bo­ra­dor de longa data de Formichetti, o fotó­grafo e pio­neiro digi­tal Nick Knight, que apre­senta bai­la­ri­nos pro­fis­si­o­nais, incluindo Ivan Putrov, core­o­grafo e bai­la­rino na for­ma­ção prin­ci­pal da Royal Ballet. Há tam­bém uma per­for­mance ao vivo espe­cial de outra nova cola­bo­ra­dora de Formichetti, a Brooke Candy. Apresentando o seu mais recente sin­gle Opulence, Miss Candy entra em palco antes do final do desfile.

Uma grande parte da Diesel é sobre a cola­bo­ra­ção e a cri­a­ti­vi­dade, é uma das coi­sas de que mais gosto. E tal como Renzo afirma, a Diesel não é só moda, é pura cri­a­ti­vi­dade.” explica Nicola Formichetti. “Para mim a Brooke Candy é um dos mais inte­res­san­tes acon­te­ci­men­tos da música e cul­tura pop do momento, ela faz parte de uma gera­ção com­ple­ta­mente nova que que­re­mos apoiar. E para mim, Nick Knight está sem­pre a cor­rer ris­cos, sem­pre a puxar os limi­tes, sem­pre a ser rele­vante. Ele é a per­so­ni­fi­ca­ção do espí­rito alter­na­tivo da Diesel.”

Para Renzo Rosso esta é uma cole­ção que olha para trás para ir em frente, que tem as suas raí­zes na cidade de Veneza, e que, tal como a cidade e a Diesel, tem essen­ci­al­mente uma visão global.