Tag Archives: levis

Projeto LiveInLevis

A Levis lan­çou o “Live in Levi’s Project”, uma pla­ta­forma digi­tal que ser­virá para incen­ti­var a comu­ni­dade glo­bal de fãs da marca  de todo o mundo a par­ti­lhar as suas his­tó­rias pes­so­ais. Ou seja, cada um de nós tem a pos­si­bi­li­dade de pos­tar as suas his­tó­rias que podem ir desde o amor incon­di­ci­o­nal, ape­lando às nos­sas memó­rias mais pro­fun­das,  até aos peque­nos aca­sos quo­ti­di­a­nos, escri­tos em estilo con­fes­si­o­nal, seme­lhante ao tom que usa­mos nas redes soci­ais , só que agora expan­dido para uma escala global.

A pla­ta­forma estreou-​​se com his­tó­rias gra­va­das em Nova Iorque, Londres, Paris, Tóquio e Xangai que sur­gem da cola­bo­ra­ção com a empresa de pro­du­ção e edi­ção Monster Children. Desta cola­bo­ra­ção surge um filme onde se cru­zam vidas de pes­soas reais que vivem, tra­ba­lham e se diver­tem em Levis.

O pro­jeto con­vida todos os fãs da marca a con­tri­buir com as suas his­tó­rias e momen­tos reais com Levi’s atra­vés da uti­li­za­ção do hash­tag #LiveInLevis no Facebook, Twitter, Instagram e Weibo. As tua his­tó­rias e ali­men­ta­rão todas as pla­ta­for­mas digi­tais da marca, incluindo publi­ci­dade, redes soci­ais e internet.

Ou seja , a marca pede uma con­tri­bui­ção com as tuas his­tó­rias com a Levis para mos­trar ao mundo como #LIVEINLEVIS.

O “Live in Levi’s® Project” pode ser visto e expe­ri­en­ci­ado em: http://​www​.levi​.com/​P​T​/​p​t​_​P​T​/​l​i​v​e​i​n​l​e​vis.

New Californians,Levi’s SS14

Este verão, a cole­ção  da Levi’s, New Californians SS14, cele­bra o moder­nismo cali­for­ni­ano e o opti­mismo dos anos 60. As suas peças resort-​​inspired explo­ram o espí­rito cri­a­tivo e colo­rido da Califórnia e reflec­tem o espí­rito e o culto do lazer de Palm Springs nos 60’s.

Redefinindo o look easy-​​going da Califórnia, esta cole­ção aposta em padrões e numa sele­ção de cores  que nos reme­tem para o movi­mento opti­mista Americano. Com apon­ta­men­tos de natu­reza e uma dose cita­dina, em tons for­tes, esta cole­ção cele­bra o espí­rito rela­xado e bon vivant de Palm Springs.

Nesta cole­ção a Levi’s rein­tro­duz o tecido Bedford Cord (nor­mal­mente asso­ci­ado ao workwear), numa uti­li­za­ção leve e rebelde, e peças icó­ni­cas da marca, como as cami­sas madras moder­ni­za­das com grafismos.Também as cami­sas lightweight se mis­tu­ram  num pat­chwork visual em cores ins­pi­ra­das na pai­sa­gem Californiana. Rosas-​​sombra, vermelhos-​​pôr-​​do-​​sol, pas­sando pelos azuis-​​piscina, escuro, ou mesmo os turquesas.

Num toque con­tem­po­râ­neo surge tam­bém aqui uma micro­cáp­sula de camu­fla­dos ins­pi­rada nas cores e nas pai­sa­gens dos deser­tos da Califórnia. Revisitando o clás­sico estilo Americano numa ins­pi­ra­ção street style, os padrões camu­fla­dos abs­tra­tos em khaki são usa­dos em peças-​​chave como o Field Coat, cal­ções e cami­sas de manga curta. O der­ra­deiro look dos jovens e da cul­tura upbeat da West Coast.

A cole­ção está dis­po­ní­vel nas lojas Levi’s e em www​.levi​.com.

 

Levi’s 501 Interpretations”, o livro

O icó­nico modelo Levi’s 501 cele­bra 140 anos. Desde a sua cri­a­ção, em 1873, que estes blue jeans ganha­ram vida pró­pria, transformando-​​se numa peça de culto, popu­lar em todo o mundo. A silhu­eta ori­gi­nal evo­luiu ao longo das déca­das, acom­pa­nhando as muta­ções cons­tan­tes no uni­verso da moda, sendo os 501 a peça de roupa mais ver­sá­til alguma vez cri­ada.
Para come­mo­rar este 140º ani­ver­sá­rio, a Levi’s lan­çou uma cam­pa­nha que cele­brava a forma como os fãs do modelo e per­so­na­li­da­des da moda, música e entre­te­ni­mento ves­tiam estes clás­si­cos jeans. Milhares de foto­gra­fias foram envi­a­das para o site da Levi’s, pro­vando a ver­sa­ti­li­dade dos 501 em todo o mundo. Foram selec­ci­o­na­das 501 ima­gens, que dão corpo à edi­ção limi­tada do livro “Levi’s 501 Interpretations”, que estará à venda nas lojas da marca no iní­cio de Agosto.

Texto de Joana Teixeira 

Levi’s Made & Crafted by Matin Zad

O fotó­grafo Matin Zad é o segundo a cap­tar um edi­to­rial para o pro­jecto “Made & Crafted” da Levi’s. O con­ceito é aliar as últi­mas colec­ções da marca à moda, arte e foto­gra­fia.
Neste edi­to­rial, Matin Zad focou-​​se no denim, brin­cando com as raí­zes da Levi’s, atra­vés da cri­a­ção de um cená­rio botâ­nico, onde a natu­reza de tex­tura rugosa das peças da marca con­trasta com o ambi­ente deli­cado e colo­rido do jardim.

Texto de Joana Teixeira 

 

Station to Station” by Levi’s

“Station to Station: A Nomadic Happening” é um pro­jecto de arte pública pro­mo­vido pela Levi’s.
O artista ame­ri­cano Doug Aitken cola­bo­rou com a marca na cri­a­ção deste pro­jecto, que vai colo­car artis­tas, músi­cos e cri­a­ti­vos em comu­ni­ca­ção com diver­sas comu­ni­da­des, com o objec­tivo de tra­zer a arte e cul­tura do meio ins­ti­tu­ci­o­nal para a rua. Em Setembro, um com­boio via­jará de Nova Iorque a São Francisco, numa rota que durará 3 sema­nas. Em cada para­gem, o pro­jecto “Station to Station” terá como cura­do­res pes­soas emble­má­ti­cas das áreas da arte, música, culi­ná­ria, cinema e lite­ra­tura, pro­mo­vendo inter­ven­ções cul­tu­rais locais onde pára. O pró­prio com­boio foi pen­sado por Doug Aitken, como uma “escul­tura ciné­tica”, que ser­virá de espaço cul­tu­ral nas cida­des onde parar.
Este pro­jecto, con­cre­ti­zado em par­ce­ria com a Levi’s, pre­tende tra­zer até ao público novas expres­sões artís­ti­cas e cul­tu­rais, tal como incen­ti­var artis­tas a “expan­dir hori­zon­tes e mudar per­cep­ções”.
A cola­bo­rar com o “Station to Station” estão os artis­tas Kenneth Anger, Olaf Breuning, Peter Coffin, Urs Fischer, Meschac Gaba, Liz Glynn, Carsten Höller, Christian Jankowski, Aaron Koblin, Ernesto Neto, Jack Pierson, Stephen Shore, Rirkrit Tiravanija, e Lawrence Weiner; os músi­cos Ariel Pink, Charlotte Gainsbourg, Dan Deacon, David Longstreth of Dirty Projectors, Eleanor Friedberger, Nite Jewel, No Age, Savages, e Twin Shadow; os escri­to­res Dave Hickey, Barney Hoskyns, e Rick Moody; os chefs Alice Waters e Leif Hedendal, e o Edible Schoolyard Project.

Texto de Joana Teixeira