Tag Archives: tendências

ModaLisboa Ever.Now #3

A ModaLisboa Ever.Now fechou a sua pas­se­relle hoje, com os des­fi­les das colec­ções Primavera/​Verão 2014 de SayMyName, Luís Carvalho, Pedro Pedro, Marques’Almeida, Ricardo Preto, Aleksandar Protic, White Tent e Nuno Baltazar. A Parq esteve pre­sente e apresenta-​​lhe alguns dos coor­de­na­dos favo­ri­tos para a pró­xima estação.

SayMyName 

 

Luís Carvalho

 

Pedro Pedro

 

Marques’Almeida

 

 

 

Ricardo Preto

 

Aleksandar Protic

 

White Tent

 

Nuno Baltazar

 

ModaLisboa Ever.Now #2

No segundo dia da ModaLisboa Ever.Now, Lisboa vol­tou a vestir-​​se a rigor para acom­pa­nhar a 41ª edi­ção do evento.
Na pas­se­relle des­fi­la­ram as colec­ções Primavera/​Verão 2014 de Luís Buchinho, Valentim Quaresma, Os Burgueses, Ricardo Dourado, Dino Alves, Kamil Sobczyk, Cia. Marítima, Alexandra Moura, Miguel Vieira e Nuno Gama. A Parq esteve pre­sente e esco­lheu alguns dos melho­res coor­de­na­dos que pisa­ram, neste segundo dia de moda, o Pátio da Galé.

Luís Buchinho apre­sen­tou uma colec­ção “muito pes­soal” onde o sket­ch­book foi ris­cado cons­tan­te­mente em busca das silhu­e­tas per­fei­tas. Apresentou peças com movi­mento e cor­tes assi­mé­tri­cos, sendo os neu­tros branco e preto os tons da colecção.

Valentim Quaresma vol­tou a sur­pre­en­der no femi­nino e no mas­cu­lino com as suas peças metá­li­cas a ador­nar os mode­los. “Caos” — o nome desta colec­ção — des­cons­trói a lin­gua­gem esté­tica comum com padrões geo­mé­tri­cos em metal pra­te­ado que ori­gi­nam pre­ças tri­bais com carác­ter futu­rista. Os cola­res maxi tam­bém ganham força como peças de vestuário.

Os Burgueses vol­ta­ram a divertir-​​se com a cri­a­ção de uma colec­ção. “License  To Go Bananas” deu-​​lhes licença para diva­gar e apre­sen­tar uma colec­ção que com­bina o retro dos anos 60 com o hip-​​hop dos anos 90, cons­truíndo uma silhu­eta urbana e des­con­traída. O estam­pado com bana­nas, os casa­cos de base­ball bico­lo­res e as peças em dou­rado esti­ve­ram em destaque.

Ricardo Dourado pro­cu­rou criar uma colec­ção jovem e sportswear, tra­zendo de volta o fato-​​de-​​treino olds­chool. “Drop The City” é o nome desta linha, que define como “a mais colo­rida que alguma vez fez”. Destacamos a inten­si­dade dos pra­tas que deco­ram algu­mas peças, tal como o estilo over­si­zed da mai­o­ria dos conjuntos.

Dino Alves apre­sen­tou a colec­ção “2D” que con­tra­ria a sofis­ti­ca­ção con­tem­po­râ­nea 3D. Peças pla­ni­fi­ca­das, redu­zi­das a qua­dra­dos ou rec­tân­gu­los, enri­que­ci­das pelo gra­fismo das cores e dos apon­ta­men­tos padro­ni­za­dos. Destaque para o estilo sua­ve­mente futurista.

O con­vi­dado inter­na­ci­o­nal Kamil Sobczyk apre­sen­tou a colec­ção “Yeager” — o Homem explora o des­co­nhe­cido atra­vés de um estilo urbano que lhe per­mite atin­gir coi­sas incrí­veis. Entre tons cla­ros de azul, deta­lhes bri­lhan­tes e néon, o desig­ner apre­sen­tou uma linha com uma ver­tente des­por­tiva, cor­tes sim­ples e aca­ba­men­tos fortes.

A Cia. Marítima explo­rou novas aven­tu­ras e des­ti­nos invul­ga­res na sua colec­ção de bea­chwear. Uma linha com influên­cias jun­gle mania — padrões ani­mais e gra­fis­mos étni­cos — em cores vibran­tes e teci­dos com uma explo­são de texturas.

Alexandra Moura ficou entre o branco e o preto, com linhas rec­tas, silhu­e­tas sim­ples, peque­nos volu­mes e sobre­po­si­ções. Uma colec­ção de con­tra­ri­e­da­des entre o tecido e a forma, com deta­lhes mate­ri­a­li­za­dos em pre­gas e machos. Os mode­los cal­ça­ram sapa­tos que resul­tam da cola­bo­ra­ção Alexandra Moura e Goldmud.

Miguel Vieira apre­sen­tou “Origens” — uma colec­ção com raí­zes bem defi­ni­das, onde as peças se com­ple­tam numa sim­bi­ose entre uma esté­tica des­con­traída e deta­lhes seve­ros. Uma linha de for­mas estru­tu­ra­das, que com­põe um estilo sim­ples e moderno em tons pas­tel e neutros.

Nuno Gama fechou a pas­se­relle, no segundo dia, com a colec­ção “Mosaik”. Mais uma vez, o esti­lista home­na­geia a herança naci­o­nal, apre­sen­tando uma linha ins­pi­rada na cerâ­mica por­tu­guesa. Apresentou dois códi­gos mas­cu­li­nos: o clás­sico e o des­con­traído. Preto, branco e azul foram os tons que mar­ca­ram o des­file, que apre­sen­tou peças bico­lo­res, casa­cos de corte sofis­ti­cado e cal­ças de ganga com remendos.

 

Louis Vuitton, SS 2014

Marc Jacobs despediu-​​se da Louis Vuitton com a colec­ção Primavera/​Verão 2014. E como uma mulher de preto nunca se com­pro­mete, o desig­ner assi­nou uma linha carac­te­ri­zada pelo tom escuro. A ten­dên­cia gótica mar­cou a ima­gem deste des­file, com as mode­los a usar uma coroa de lon­gas penas pre­tas enquanto ves­tiam peças com trans­pa­rên­cias, ren­das tra­ba­lha­das e bor­da­dos flo­rais. Destaque para os casa­cos de corte mili­tar, onde a palavra-​​chave é o volume. Esta colec­ção pro­mete ser um jogo de tex­tu­ras, onde o veludo é o tecido ganha preferência.

Texto de Joana Teixeira 

Dance” by Saint Laurent, SS 2014

Para reve­lar algu­mas das peças que as mulhe­res já podem ficar a “namo­rar” da colec­ção Primavera/​Verão 2014, a Saint Laurent lan­çou um vídeo de pre­view da sua linha femi­nina para a pró­xima esta­ção. Intitulado “Dance”, a preto e branco, com o tema  “Trick Or Treat Dance Floor” de Cherry Glazerr como banda sonora, o vídeo abre com Gracie Van Gastel a dan­çar acom­pa­nhada de um hula hoop, sur­gindo de seguida Lida Fox com uma core­o­gra­fia de bal­let. Os con­jun­tos apre­sen­ta­dos a dan­çar mos­tram que a ten­dên­cia rock da casa fran­cesa mantém-​​se, regres­sando os axa­dre­za­dos, as tachas e o cabe­dal na Primavera/​Verão.

Texto de Joana Teixeira

Stradivarius, FW 2013

Neste Outono/​Inverno, a Stradivarius inspira-​​se no cená­rio rebel-​​punk lon­drino para a sua colec­ção, com peças for­te­mente ins­pi­ra­das na cul­tura punk, nos anos 80 e no grunge — com um toque des­por­tivo e silhu­e­tas femi­ni­nas.
A colec­ção apre­sen­tada pela marca espa­nhola divide-​​se em 3 esti­los: “Punk Leopard”, com peças em cabe­dal, tachas, fechos e estam­pa­dos em leo­pardo; “Rebel College”, com cami­sas axa­dre­za­das, casa­cos estilo base­ball e estam­pa­dos flo­rais; e “Sport Monochrome”, com peças de estilo des­por­tivo e over­si­zed.
look­book desta colec­ção foi foto­gra­fado em Londres — como não podia dei­xar de ser — por Jose Manuel Ferrater. O con­ceito das ima­gens passa pela visita de 3 ami­gos à capi­tal inglesa, numa via­gem que reúne moda com música e arte.

Texto de Joana Teixeira